• Conjugalidade,  Livros,  Séries

    Amar é sempre hoje

    Amar é sempre hoje, amanhã é só possibilidade! No relacionamento conjugal, não há espaço para analfabetismo amoroso, pois, AMAR SE APRENDE. Ninguém é indesculpável de “não amar”. Amar é sempre possível! Aos analfabetos do relacionamento amoroso devo dizer: amar se aprende. E aos analfabetos funcionais do relacionamento amoroso, digo: amor não se sente, amor se faz! Por isto, quer aos analfabetos de fato, quer aos funcionais, alerto: ainda há tempo de aprender a amar. Diante disso, devo ainda dizer que não se ama por milagre, mas quando se aprende a amar, como uma construção dia a dia, momento a momento, o amar faz milagres. O amar transforma vidas, transforma situações.…

  • Expressão de Espiritualidade,  Textos

    Culto a Deus ou alucinações psicodélicas.

    Fazendo uma busca na internet sobre o tema do meu TCC na minha graduação em Psicologia  – Necrópolis e Epitáfios -, por uma sequência de hiperlinks, cheguei a uma série de vídeos no You Tube que mostram alguns “culto pentecostais”, ou, para melhor enquadrar na semântica da religiosidade, “neo-pentecostais”. Gente o que se vê é uma série de manifestações que me faltam qualificação adequada. Bem, pensando em alguns eventos que tem por ai, podemos dizer que se for adicionado uma música eletrônica de fundo, estes ditos cultos vão, por certo, se configurar uma festa rave movido a ecstasy, alucinações psicodélicas, etc. Todavia, com uma série de diferenças, principalmente, que nas…

  • Livros,  No Prelo

    Missio Dei – João Batista

    O que é Missio Dei? Em linhas gerais é a Missão de Deus, ou “o envio de Deus”. Embora, em termos práticos, seja hoje um conceito de domínio público, os especialistas marcam, historicamente, o ano de 1943, quando Karl Hartenstein, um missiólogo alemão, cunhou a frase em resposta a Karl Barth; mas foi Georg Vicedom, teólogo luterano, que durante a Willingen conference of the International Missionary Council (IMC), em 1952, quem desenvolveu, teologicamente, o conceito. Deste da metade do século 20, o termo passou configurar no contexto da Teologia de Missões e da própria missiologia, como um conceito-chave. Dentre tantos autores que fazem uso do termo, quero fazer menção de…

  • Expressão de Espiritualidade,  Textos

    Cooperadores de Deus

    “Porque nós somos cooperadores de Deus…” (1 Cor. 3:9). Esta é uma daquelas expressões que me coloca em estado de vigília, sempre que a leio. Pois, me faz refletir, entre tantas coisas, na excelência em relação à limitação; na soberania em relação à dependência; no eterno em relação ao transitório. Pois, Deus cooperar conosco é a ordem natural das coisas. Mas, quanto nós, humanos, no mais absoluto sentido do termo, cooperamos com Deus, é uma oportunidade que temos imergirmos no sobrenatural. Uma imersão que nos coloca diante da nossa humanidade, portanto, com atitude de cooperadores. E uma das ações cooperativas com Deus mais importantes, senão a mais importante, é fazer…

  • Expressão de Espiritualidade,  Textos

    Cuidando do Cuidador

    Os servos de Deus adoecem e morrem, isto é fato (2 Reis 3:14); têm doenças inomináveis (2 Coríntios 12:7-9); têm doenças freqüentes (1 Timóteo 5:23); sofrem conflitos (Lucas 22:54-62); têm crise ministeriais (1 Reis 19:8-21). O nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo sofreu os terrores do medo, as agruras do abandono e o pavor da tristeza e solidão, quando no Getsêmane e no patíbulo do calvário experimentou o silêncio de Deus (Mateus 26:36-46;27:45,46). Há uma expressão muito comum entre os pastores, num tom de desabafo e frustração: “Pastor não tem pastor”. Fico pensando o que diriam os missionários: “missionários não têm cuidadores”, mais ou menos isto! Uma dura realidade. Os…

  • Livros,  No Prelo

    Consumidores de Oráculos

    (No livro “Epithymia: Entre o Gospel e o Evangelho”). Todos nós, seres humanos, em grande medida, não consumimos por necessidade, mas por demanda. Somos consumidores fabricados! Os especialistas em psicologia da propaganda têm uma máxima infalível: Se oferece ao público apenas o que ele quer consumir. Da quantidade de roupas, sapatos, celulares, carros, perfumes, até gêneros alimentícios que, muitas vezes, estragam no armário, pois a nossa necessidade não foi suficiente para consume-lo, apenas a demanda foi suficiente para comprar. Roupas que, muitas vezes, a única vez que usamos é quando provamos na loja…enfim! Todavia, na perspectiva dos consumidores de oráculos, a questão torna-se essencialmente delicada, pois o consumo passa pela…

  • Expressão de Espiritualidade,  Textos

    COMPUNGIDOS PELO “DE TAL MANEIRA”, IMPELIDOS PELO “TANTO COMO”.

    A execução da obra missionária não deve ser uma atitude só de um grupo, de um conselho, do pastor. O exercício missionário é uma tarefa de todos nós. Alias muito mais que tarefa, é uma dívida de todos nós. Somos devedores. Paulo o maior missionário de todos os tempos, com certa dor por não poder fazer mais, diz: “Eu sou devedor, tanto a gregos como a bárbaros, tanto a sábios como a ignorantes” (Romanos 1:14). Neste ar de devedor Thomas Waring, já no final de sua vida, exclamou: Ah! se eu tivesse mil vidas, daria todas pela África. Lamentavelmente, encontramos no meio do povo de Deus, pessoas com o “espírito…

  • Expressão de Espiritualidade,  Textos

    CASADOS PARA SEMPRE?

    Com certeza, a expressão “Casada para Sempre”, sempre vai provocar interrogações rasgadas, estapafúrdias, esdrúxulas, na atual geração. Casamentos eternos, bodas de ouro, de diamante é coisa do passado, da geração das bisavós; dos avós, com alguns arranhões, e não mais dos nossos pais. A filosofia que predomina hoje é a filosofia do poeta, que diz: Seja eterno enquanto dure. O amar já não é mais o comportamento que vence barreiras, que desfaz as diferenças, que sobrevive às tempestades, que amadurece com o tempo, que conhece os caminhos da renúncia, que perdoa, que esquece. Hoje, o conceito de amor foi brutal e selvagemente relativizado. Foi animalescamente configurado às adaptações temporárias. Hoje,…

  • Expressão de Espiritualidade,  Textos

    Apóstolo Paulo e Liquidez da modernidade

    O que hoje, na academia de discute, por meio de vários autores, entre eles Zygmunt Bauman, e que vem sendo chamado de liquidez e fluidez: vida líquida, amor líquido, modernidade líquida, medo líquido, enfim, o grande apóstolo Paulo já tinha caracterizado numa perspectiva multidimensional, ou seja, não só filosófica, cultural, social e psicologicamente, mas, especialmente, no que diz respeito ao espiritual: Sabe, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos. Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos, Sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons, Traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do…

  • Livros,  Trilogias

    Perdão

    (No livro Porque José Chorou) Uma lista compilada por uma empresa britânica com as opiniões de mil tradutores profissionais coloca a palavra “saudade”, em português, como a sétima mais difícil do mundo para se traduzir. A relação da empresa Today Translations é encabeçada por uma palavra do idioma africano Tshiluba, falando no sudoeste da República Democrática do Congo: “ilunga”. “Ilunga” significa “uma pessoa que está disposta a perdoar qualquer maltrato pela primeira vez, a tolerar o mesmo pela segunda vez, mas nunca pela terceira vez”. O que a Bíblia diz sobre o assunto? Jesus falando aos seus discípulos sobre a necessidade de perdoar, é interrogado por Pedro: “Senhor, até quantas…