• No Prelo

    Mimosa pudica

    Mimosa pudica: possivelmente, se o leitor não for um botânico ou um profundo amante da natureza, e, sobretudo, daqueles que gostam de observar em detalhes, não saiba o que seja a Mimosa Pudica. Mas é possível que conheças alguns destes nomes: dorme-dorme, planta-sensitiva, dormideira, arranhadeira, caá-eó, erva-viva, iuquiri, junquer, juquiri, juquiri-rasteiro, malícia, malícia-das-mulheres, malícia-de-mulher, malícia-roxa, morre-joão, não-me-toques, vergonha, vergonhosa. E, quiçá, outros! Bem, não vou falar nada sobre os aspectos técnicos, acadêmicos-científicos que envolvem a Mimosa pudica (Reino: Plantae; Divisão: Magnoliophyta; Classe: Magnoliopsida; Ordem: Fabales; Família: Fabaceae; Subfamília: Mimosoideae; Gênero: Mimosa; Espécie: M. pudica. Nem pensar, são informações para mais de anos! Qual é a minha questão? Se já parastes para…

  • Livros,  No Prelo

    Morrer: O gozo da vida

    Olhando sob a perspectiva do que as coisas, os eventos, as manifestações culturais, as crenças significam para cada sujeito, o tema morte, especialmente ela, dentre todos os temas da vida humana, deve ser colocado na mão de cada um. Morrer é o nosso último ato culposo: fazemos as pessoas que nos amam se sentirem sós, as fazemos chorar. Mas, sobre o ponto de vista ontológico, para muitos, e eu creio assim, a morte não é o fim, é apenas o começo. Tendo a morte como começo, viver é um espetáculo, e morrer são os aplausos. A questão é que a nossa estrutura, na grande maioria das culturas, as nossas buscas…

  • No Prelo

    A semântica da religiosidade

    Sabemos que grupos sociais, quase sempre, formam guetos, nichos. E isto, inevitavelmente, faz surgir uma forma peculiar nas relações, na comunicação dentro do grupo. Observa-se, a olho nu, que na vida-moderna fluída, tem se firmado uma semântica religiosa. Semântica esta com uma capacidade de metamorfosear impressionante. Convém, todavia, salientar que existe uma diferença entre linguagem bíblica e semântica religiosa. A linguagem bíblica é aquilo que está estabelecida no contexto da ação bíblica, e com a qual nos identificamos em matéria de vida cristã. A semântica religiosa, é o uso de expressões e frases de efeitos como resultado da sugestão do pregador, num retorno aos ouvintes como pedido daquilo que eles…

  • Livros,  No Prelo

    Missio Dei – João Batista

    O que é Missio Dei? Em linhas gerais é a Missão de Deus, ou “o envio de Deus”. Embora, em termos práticos, seja hoje um conceito de domínio público, os especialistas marcam, historicamente, o ano de 1943, quando Karl Hartenstein, um missiólogo alemão, cunhou a frase em resposta a Karl Barth; mas foi Georg Vicedom, teólogo luterano, que durante a Willingen conference of the International Missionary Council (IMC), em 1952, quem desenvolveu, teologicamente, o conceito. Deste da metade do século 20, o termo passou configurar no contexto da Teologia de Missões e da própria missiologia, como um conceito-chave. Dentre tantos autores que fazem uso do termo, quero fazer menção de…

  • Livros,  No Prelo

    Consumidores de Oráculos

    Todos nós, seres humanos, em grande medida, não consumimos por necessidade, mas por demanda. Somos consumidores fabricados! Os especialistas em psicologia da propaganda têm uma máxima infalível: Se oferece ao público apenas o que ele quer consumir. Da quantidade de roupas, sapatos, celulares, carros, perfumes, até gêneros alimentícios que, muitas vezes, estragam no armário, pois a nossa necessidade não foi suficiente para consume-lo, apenas a demanda foi suficiente para comprar. Roupas que, muitas vezes, a única vez que usamos é quando provamos na loja…enfim! Todavia, na perspectiva dos consumidores de oráculos, a questão torna-se essencialmente delicada, pois o consumo passa pela autorização profética de outro! Oráculo, num sentido amplo, pode…

Você não pode copiar o conteúdo desta página